Furacao.com
notícias

Copa do Brasil | quinta-feira, 21 de julho de 2016, 23h13

Empate amargo

Por: André Wuicik (Furacao.com)

Foto Destaque

Time tentou, mas travou na forte marcação da Chape [foto: FURACAO.COM/Joka Madruga]

Diante de pouco mais de 24 mil pessoas presentes na Arena, o Atlético não saiu do empate sem gols contra a Chapecoense, pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil. O Furacão não jogou bem e ao fim da partida foi vaiado pela torcida. O próximo compromisso do Atlético é domingo (24), às 16 horas, contra o Fluminense, na Arena, pelo Campeonato Brasileiro. Já o jogo de volta contra a Chape, será na próxima quinta (28), às 19h30, na Arena Condá.

O primeiro tempo começou movimentado, apesar de as duas equipes não chegarem com perigo ao gol. O Atlético se lançou ao ataque nos minutos iniciais, mas, aos poucos, a Chapecoense foi adiantando sua marcação e igualar o jogo. Já na parte final da primeira etapa, o Furacão buscou uma das alternativas frente ao ferrolho da Chape: os chutes de média distância. O primeiro veio com Hernani, aos 38 minutos. O volante recebeu com liberdade no meio de campo e arriscou um chute forte e rasteiro, que o goleiro Danilo espalmou para o lado. Um minuto depois, Vinicius escapou pela direita e encontrou espaço para outro chute de fora da área, também defendido por Danilo, e foi só.

No segundo tempo, quem achava que o Furacão iria para cima com tudo em busca da vitória dentro de casa se decepcionou. O rubro-negro praticamente não atacou e, aos poucos, viu a Chapecoense tomar conta do jogo. Aos 14 minutos, Hyoran cruzou e por pouco Bruno Rangel não abriu o placar. Aos 25 minutos, o mesmo Bruno Rangel não marcou de cabeça. Aos 33 minutos, Hyoran pegou a sobra de bola rebatida na área e bateu de primeira e abola passou à direita de Wéverton. Nos acréscimos, André Lima quase abriu o placar após cruzamento de Giovanny, mas a bola bateu na mão do atacante e terminou na trave. Após o apito final, a torcida atleticana vaiou a equipe.

DESTAQUE POSITIVO: Wéverton. O goleiro foi bombardeado pelo ataque catarinense no segundo tempo, mas segurou o resultado.

DESTAQUE NEGATIVO: Paulo Autuori. Nas últimas partidas, a tática do treinador se resumiu aos passes laterais e falta de ofensividade.

O GOL
Não teve.



PRÓXIMOS JOGOS: Fluminense (casa), Chapecoense (fora) e Sport (fora).


Copa do Brasil- (21/07/16) - Atlético 0 x 0 Chapecoense
L: Arena da Baixada; H: 21h00; A: Grazianni Rocha (RJ) CA: Léo CV: não teve; PP: 22.181; PT: 24.377; R: 479.740.00; G: não teve.

ATLÉTICO: Weverton; Léo, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Hernani e Otávio; Vinícius (Giovanny 79’), Juninho (Nikão 55’ e André Lima 66’ ) e Pablo; Walter. T: Paulo Autuori.

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Rafael Lima, William Thiego e Sérgio Manoel; Josimar e Gil; Mateus Biteco, Lucas Gomes (Ananias 77’), Martinuccio (Hyoran 53’)e Bruno Rangel (Kempes77’). T: Caio Junior.


Facebook  

Matéria do site Furacao.com:
https://www.furacao.com/materia.php?cod=47959

Materias Relacionadas - 22/07/2016 - Copa do Brasil - Após lesão de Nikão, Autuori dispara contra calendário
- 21/07/2016 - Dep. Médico - Nikão entra no segundo tempo e sai lesionado
- 21/07/2016 - Copa do Mundo - Wéverton afirma "O que valeu foi não tomar gol"
- 21/07/2016 - Copa do Brasil - Juninho faz sua estreia pelo Atlético

© Furacao.com. Todos os direitos reservados. Reprodução permitida desde que citada a fonte.

Desde 1996 - Furacao.com - Site 100% no oficial - Agncia Active